mp3 Documentos Curso Video mapa
Volta

51º Congresso Sul-americano de Jovens Budistas

Nos últimos dias 22 e 23 de julho, sábado e domingo, na Pousada Alegria, em Maringá, foi realizado o 51º Congresso Sul-americano de Jovens Budistas. Na ocasião, participaram 31 jovens de Lins, 23 de Maringá, 18 de Araçatuba, 16 de Presidente Prudente, 04 de Londrina, 3 de Cafelândia, 3 de Marília e 1 de Osvaldo Cruz, totalizando 99 jovens. O slogan deste congresso, escolhido pelos próprios jovens, foi: “Com a palavra do Buda, acendamos a Chama da Sabedoria, que nos guia à Terra Pura”. Durante os dois dias do congresso, várias atividadesforam realizadas.


T: 51° Congresso da liga sul americana de jovens budistas

ST: nos dias 22 e 23 de julho de 2017, em Maringá, reuniu em torno de 150 pessoas para participarem do evento.

No 50° congresso ocorrido em São Paulo, foi decidido que a próxima sede do evento seria em Maringá. Na época, o seinen kai de Maringá tinha acabado de se formar novamente e ainda era composto por apenas cinco membros.
"Como meu primeiro congresso, foi uma responsabilidade enorme já voltar fazendo parte da liga sul americana. Entretanto a decisão de Maringá como cidade sede do congresso 2017, nos deu forças para reerguer o seinen kai de Maringá. E a experiência não poderia ser melhor, atualmente estamos com mais de 25 membros sendo que começamos com 5 pessoas, e em um ano conseguimos formar um grupo que não só cresceu muito como também é muito unido”, diz o representante do seinenkai de Maringá e atual secretário da liga, Danilo Yudi Hirai.
Assim, após quase um ano de preparo, chegou o momento para o seinen Maringá provar seu ressurgimento. Era uma manhã congelante na chácara da alegria quando já chegava o primeiro ônibus ainda no escuro. Os anfitriões, esperando fora do aconchegante estabelecimento para cumprimentar a visita, utilizavam uma camiseta preta com uma imagem de uma enorme fênix escarlate nas costas transmitia exatamente a ideia de ressurgimento, como segue a lenda.
A cerimônia de abertura teve a presença dos reverendos Gen-yu Katata, Shunei Kajiwara, Jin-e Shimizu, Shunei Oikawa, Joushin Inoue, Tijin Imura, além do Bispo Tetsuei Somayama. Compareceu também o vereador de Maringá Mário Hossokawa, mostrando o apoio da prefeitura.
Ao longo do primeiro dia, foram realizadas gincanas e palestra para os jovens. Contudo, uma das palestras foi feita por três integrantes do próprio seinen kai de Maringá, o que trouxe uma maior proximidade para o público, uma das novidades que marcaram o evento. Danilo, Vanessa e Luiz Eduardo apresentaram a importância da união.
O motivo desse tema foi explicado pela Vanessa. “A escolha do tema união surgiu em um momento em que senti que o seinen kai estava desanimado e desunido. Cheguei a expor esses sentimentos à alguns integrantes do grupo e com isso começamos a pensar e discutir que não podíamos deixar esse grupo desanimar ou “morrer”. Relembramos o quão importante esse grupo de amigos era e o quanto estar nele melhorou nossas vidas. Eu quis buscar o espírito de UNIÃO, relembrar o quanto somos unidos e nos consideramos uma família. Do mesmo modo, queríamos repassar isso para os outros seinens, motivá-los a fortalecer a união e, ao mesmo tempo, reforçar a integração”.
Nesse mesmo dia, outra novidade foi a sessão reflexiva, uma atividade onde os grupos discutiam um certo tema escolhido por cada líder de equipe. Isso rendeu risadas, choros, uma mistura de emoções que durou 50 minutos.
“Foi a melhor atividade que teve até então, em todos os congressos que participei. Pelo menos no meu grupo, percebi que houve uma integração muito maior após essa atividade. Fez com que nos aproximasse mais um do outro e quebrasse aquele gelo que sempre existia entre os membros do grupo. Essa sessão reflexiva deixou o clima bem mais espontâneo e deixou uma brecha para que todos se comunicassem”. Fabio Yukio, atual presidente do seinen kai de presidente prudente.
Seguida de uma noite de festas e apresentações, o segundo dia começou com todos acordando bem cedo para se organizar e realizar o ritual da manhã e, depois, mais palestras. Chegando na etapa final, notava-se a alegria constante dentre os jovens, todos os grupos com a plena satisfação de participarem do congresso. “O congresso foi muito melhor do que esperávamos e, inclusive, o retorno foi enorme, e isso é uma gratificação que não tem palavras que podem descrever. Espero que todos tenham sido contagiados com a união do seinen kai de Maringá e que isso leve a todas as cidades se unirem cada vez mais", ressalta o representante de Maringá. A equipe de organização estiveram, a todo momento, correndo para todas as direções a fim de tornar esse encontro o mais perfeito possível, deixando sempre as deliciosas refeições prontas no horário e mantendo o ambiente limpo. “Devemos enfatizar a extrema importância da ajuda e do apoio que recebemos com todo o carinho e disposição do pessoal do Bukyokai e do Fujinkai de Maringá, sem eles o evento não teria sido possível, já que eles é quem ficaram na parte “que ninguém vê”, na organização geral, alimentação, transporte, arrecadação de verbas, disponibilização de espaço, entre outras coisas. Acredito que se não fosse pelo apoio e incentivo que eles nos deram, o congresso não teria sido o sucesso que foi, nós do seinen kai somos eternamente gratos a eles, principalmente, porque na maioria dos seinen kais e oterás, os Bukyoukais e Fujinkais, são formados em grande parte por parentes dos integrantes, mas em nosso caso, a grande maioria não possui relação familiar nenhuma com eles, e mesmo assim, o apoio foi imensurável, por isso, mais uma vez deixamos o nosso muitíssimo obrigado a eles e esperamos poder ajudá-los no que estiver ao nosso alcance”. Luiz Eduardo Horita, vice-presidente do seinen kai de Maringá e responsável pela organização do congresso. Na despedida, os olhos de todos mostravam a convicção de cumprirem a promessa de se reencontrarem em Londrina, não mais como colegas ou desconhecidos, mas como grandes amigos. “Eu tinha grande expectativa desse congresso, pois a cidade de Maringá sempre fez congressos muito geniais e integrativo, só que após a participação do congresso percebi que foi bem melhor do que o que eu esperava, o seinen de Maringá conseguiu superar vários aspectos que outras cidades já não conseguia mais se superar, pois tinham parado de tentar no aspecto de integração. Posso assim dizer que foi um dos melhores congressos em que já participei e estará marcado para sempre em minha vida, isso nos meus 12 anos de seinen. Muito obrigado por proporcionar um congresso tão incrível”. Leandro Minoru Futata As mudanças no estilo do congresso reacendeu a amizade entre os seinen kai’s. Apesar de já terem se encontrado, muitos se tornaram amigos somente neste congresso, já que antes ainda não se conheciam verdadeiramente. Dessa forma, o evento fez a união pregada pela palestra dos jovens de Maringá ser alcançada. Isso é de extrema importância porque, pelos próximos encontros, a relação será muito mais saudável e divertida. “A ansiedade do reencontro já é insuportável, a vontade de organizar uma festa incrível quase impossível de segurar, essa chama não pode ser apagada, devemos tentar ao máximo mantê-la acesa e espalhar essa alegria para a nossa comunidade. Quem sabe Oswaldo Cruz e Marília não se reergam também? Mas uma certeza que tiramos desse fim de semana é que somos uma família”. Gustavo Keiti Nozaki, autor dessa reportagem.